Um brinde à sustentabilidade do whisky escocês Eventos BaresSP 570x300 imagem
    souza-batbrasil-arroba-economize-agua.gif

    Um brinde à sustentabilidade do whisky escocês

    Um brinde à sustentabilidade do whisky escocês

    Por Luccas Bitencourt | 01 de Agosto 2022 - Publicado em 01 Agosto 2022


    Buscando ser mais amigáveis com o meio ambiente, as empresas estão adotando práticas para contribuir de maneira positiva com a preservação do planeta. A indústria do scotch projeta que irá zerar as emissões de carbono em 2040. Para tanto, a pegada de carbono em suas operações verá uma redução de 40%.
     
    A mudança do clima é a maior emergência que o mundo enfrenta hoje. A crise climática afeta a vida e os meios de subsistência das pessoas, a biodiversidade do planeta e a disponibilidade de recursos naturais. A indústria do whisky tem a responsabilidade de ajudar a enfrentar esta crise por meio da ação direta de cada uma das pessoas envolvidas nos processos de criação desse destilado, com o objetivo de preservar o seu legado cultural para as gerações futuras.
     
    O aquecimento global é um grande desafio ambiental. Deve-se ao aumento implacável da concentração dos gases de efeito estufa na atmosfera relacionados às atividades humanas. Essas emissões começaram a disparar quando a população começou a crescer e aumentou a demanda e a produção de energia, obtida principalmente por meio de combustíveis fósseis, resultando em um novo modelo de produção e de consumo.
     
    O principal resultado foi o aumento global da temperatura. Para se ter uma ideia, as emissões globais de dióxido de carbono (CO2) aumentaram quase 50%, desde 1990. Além disso, segundo a Organização Meteorológica Mundial (OMM), há uma probabilidade de 50% de que nos próximos cinco anos a temperatura mundial ultrapasse os valores pré-industriais em 1,5°C, o que implica uma situação mais premente e a necessidade de tomar medidas impostergáveis
    Ante esse panorama, a Scotch Whisky Association (SWA) e The Macallan dedicam esforços significativos para garantir a sustentabilidade da produção do scotch. Sendo uma denominação de origem, o whisky escocês está profundamente ligado ao ambiente em que é feito e aos produtores locais. Seus quatro grandes propósitos são baseados nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, que buscam alcançar emissões zero, uso responsável da água, cuidado com a terra e melhoria do ciclo de vida das embalagens. Este plano ambicioso foi apresentado na conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 26) em Glasgow, em 2021.
     
    Como outras indústrias, estamos em uma jornada em direção à sustentabilidade. Sabemos que não podemos enfrentar todos os nossos desafios sozinhos, mas, por meio de um programa pioneiro de troca de conhecimento e parcerias inovadoras, podemos trabalhar juntos em torno de um propósito comum, colaborando com acadêmicos, artesãos, empresários, pares e com a iniciativa privada para encontrar soluções para grandes desafios.
     
    Por sua parte, o governo do Reino Unido deseja atingir emissões zero até 2050. A Escócia quer fazer isso até 2045. A SWA e seus membros estão trabalhando para liderar o caminho para zerar as emissões de suas operações até 2040, por meio de investimentos e foco na sustentabilidade. A indústria do whisky escocês não depende mais de combustíveis fósseis, e sim de fontes de energia renováveis.
     
    Por meio da COP26, a indústria do scotch apresentou o trabalho ambicioso da Escócia em escala global na luta contra a atual emergência climática. As operações de descarbonização fazem parte da história. Mas, as empresas também devem demonstrar o que alcançaram e o que ainda precisa ser feito. Todos os membros da SWA publicarão sua pegada de carbono anual a partir deste ano, usando o formato Streamlined Energy and Carbon Reporting (SECR)

     

    TAGS
     
     
     
     

    Bares em São Paulo

     
     

    Notícias BaresSP

     

    BaresSP publicidade 980x90 bares


    topo